Economia

Várzea Grande fechou mais vagas de empregos devido ao Coronavírus; lockdown termina na próxima semana

A segunda maior cidade de Mato Grosso fechou 6 vagas a mais de empregos no mês passado, resultado de 1.307 desligamentos e 1.301 trabalhadores mandados embora devido ao forte impacto da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), segundo dados da secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Só Notícias constatou que o comércio o setor o que mais dispensou funcionários. Foram 105 vagas a mais, saldo de 590 demitidos e 485 contratados.  Os serviços aparece na sequência com 37 vaga encerradas, resultado de 310 dispensas e 273 admissões.

Por outro lado, a indústria teve saldo positivo ao gerar 108 vagas a mais. Foram 414 contratos assinados e 306 desligamentos. A construção gerou 24 novas vagas, resultado de 123 contratações (para obras em edifícios, empreendimentos imobiliários, rodovias entre outros) e 99 desligamentos. Já a agropecuária criou 4 vagas a mais.

A prefeitura de Várzea Grande acatou a decisão do desembargador Carlos Alves da Rocha em decretar lockdown  (fechamento total) das atividades. A determinação está prevista para terminar na quinta-feira (9).

Na semana passada, a prefeitura endureceu ainda mais as regras da paralisação das atividades e proibiu que bares, lanchonetes, supermercados, mercados, mercearias, padaria, açougues, conveniências localizadas em postos, distribuidoras de bebidas, restaurantes, pizzarias, lanchonetes, cafeterias e congêneres não poderão comercializar e entregar bebida alcoólica. O objetivo é evitar aglomeração em bares e similares.

Conforme Só Notícias já informou, o município de Sorriso gerou 165 novos postos de trabalho em maio mesmo com os impactos do novo do Coronavírus (Covid-19).

Cuiabá  fechou 644 vagas a mais de empregos no mês passado, resultado de 3.686 contratações e 4.392 trabalhadores mandados embora devido ao forte impacto da pandemia do novo Coronavírus.

Em todo o Estado, as indústrias e empresas de diversos segmentos no Estado demitiram 892 funcionários a mais.

Só Notícias/Cleber Romero (foto: assesoria/arquivo)