Economia

Sorriso gerou 165 vagas de empregos a mais mesmo com impactos do Coronavírus

O município de Sorriso gerou 165 novos postos de trabalho em maio mesmo com os impactos do novo do Coronavírus (Covid-19). Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, do Ministério da Economia, foram 1.202 contratos assinados 1.037 desligamentos.

Só Notícias constatou ainda que, no mês passado, a indústria foi o setor que mais gerou vagas de trabalho. Foram 94 a mais, resultado de 280 admissões e 185 desligamentos. O comércio empregou 35 pessoas a mais, resultado de 365 contratados assinados e 328 demitidos.

O setor de serviços criou 32 postos de trabalho a mais, resultado de 343 admissões e 311 desligamentos. Além disso, a agropecuária criou 24 posto de trabalho a mais, saldo de 96 admissões e 72 demissões. Por outro lado, a construção civil foi o único setor que mandou trabalhadores embora encerrando 20 vagas.

Ontem à noite, a prefeitura de Sorriso divulgou a prorrogação do toque de recolher para evitar aglomerações de pessoas e reduzir riscos de contágio do Covid-19. Agora, serão mais 14 dias de suspensão de atividades das 22h até às 5h. As restrições serão mantidas até o dia 13 do próximo mês. Com isso, os moradores continuam proibidos de andar nas ruas, avenidas, praças e ficarem em bares. Segue permitido o deslocamento para ida e volta a serviços de saúde ou farmácia, entregas de medicamentos, alimentos no serviço de delivery.

Conforme Só Notícias já informou,  Cuiabá  fechou 644 vagas a mais de empregos no mês passado, resultado de 3.686 contratações e 4.392 trabalhadores mandados embora devido ao forte impacto da pandemia do novo Coronavírus. Em todo o Estado, as indústrias e empresas de diversos segmentos no Estado demitiram 892 funcionários a mais.

Só Notícias/Cleber Romero (foto: Só Notícias/Lucas Torres/arquivo)