Política

Ministro da Saúde se reúne com Mauro e garante envio de medicamentos para tratar pessoas com Covid em UTIs no Estado

O governo de Mato Grosso confirmou, há pouco, que o ministério da Saúde garantiu que o Estado receberá todos os medicamentos necessários para o tratamento dos pacientes com o novo Coronavírus que estão em Unidades de Terapia Intensiva. A garantia foi dada pelo próprio ministro, general Eduardo Pazuello, durante reunião com o governador Mauro Mendes, esta manhã, em Brasília. “Falamos com ele sobre os medicamentos para as UTIs e ele mostrou claramente o planejamento que o Ministério tem. Nós já recebemos uma leva emergencial e recebemos a garantia de que não vai faltar medicamentos nas UTIs do nosso estado”, afirmou o governador, que estava acompanhado do deputado federal Neri Geller e da secretária executiva da secretaria, Danielle Carmona.

O governador relatou as dificuldades que Mato Grosso tem enfrentado no combate ao coronavírus e solicitou que o Ministério auxilie o Estado nesse enfrentamento. O gestor pontuou a importância de investir na atenção básica para que os pacientes possam tratar a doença desde o início, reduzindo os óbitos.

“Não podemos esperar a situação agravar. Precisamos investir no tratamento precoce. O Governo do Estado estará comprando esses medicamentos para que os médicos possam receitar e a população possa tomar esse remédio já no início, evitando que as pessoas cheguem às UTIs em estado grave.

Mendes ainda agradeceu pelo apoio já dado pelo Ministério da Saúde e pediu uma solução conjunta para evitar também o avanço do vírus dentro das comunidades indígenas. “Vim agradecer ao ministro Pazuello e ao presidente Jair Bolsonaro que já mandaram 70 respiradores para Mato Grosso. Estamos recebendo e distribuindo aos municípios para montar as novas UTIs que estão sendo feitas em parceria com as prefeituras”, pontuou.

O ministro da Saúde garantiu “100% de apoio” para todas as necessidades de Mato Grosso no combate à covid-19, inclusive o envio dos medicamentos fundamentais para os pacientes em UTIs. “O senhor vai ter uma ação imediata onde precisar. Posso lhe afiançar que não vamos deixar as pessoas morrerem sem remédio. Vamos ajudar 100% em tudo o que for necessário. Não vejo nenhuma chance de não ganhar essa guerra. Temos todos os meios de apoiar”, afirmou o general Pazuello.

De acordo com Pazuello, o Ministério também está atento e vai intensificar as ações para preservar a saúde dos índios.

O deputado Neri Geller, coordenador da bancada de Mato Grosso, afirmou que foram colocadas as principais deficiências do Estado em função do “crescimento da pandemia e a necessidade de receber medicamentos, para que a sociedade mato-grossense tenha acesso. O ministro foi muito receptivo e deu boas sinalizações de resolução a isso e também à questão da saúde indígena, principalmente na região de Barra do Garças e Água Boa, que tem um problema mais sério hoje sobre isso”.

Redação Só Notícias (foto: assessoria)