Economia

Lucas do Rio Verde demite 115 funcionários a mais com impacto do Coronavírus; construção civil lidera

A forte pressão da pandemia do novo Coronavírus também impactou na geração de empregos no município de  Lucas do Rio Verde, em maio. Segundo balanço da secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, foram 115 vagas fechadas a mais, saldo de 926 desligamentos e 811 contratações.

Só Notícias constatou que no mês passado, o setor da construção civil foi o que mais mandou trabalhadores embora. Foram 99 vagas encerradas a mais, acumulado de 217 desligamentos e 118 demissões.

Na sequência, aparece a indústria com 62 vagas fechadas a mais, saldo de 249 desligamentos e 187 admissões. A agropecuária também teve saldo negativo ao mandar embora 16 trabalhadores. Foram 65 contratos encerrados e 49 contratados.

Por outro lado, o setor de serviços mesmo com os impactos da doença conseguiu gerar 53 postos de trabalhos a mais. No mês, foram 233 admissões e 180 contratos encerrados. Já o comércio criou 9 vagas a mais, saldo 224 admissões e 215 desligamentos.

Conforme Só Notícias já informou, o município de Sorriso gerou 165 novos postos de trabalho em maio mesmo com os impactos do novo do Coronavírus (Covid-19).

Cuiabá  fechou 644 vagas a mais de empregos no mês passado, resultado de 3.686 contratações e 4.392 trabalhadores mandados embora devido ao forte impacto da pandemia do novo Coronavírus. Várzea Grande fechou 6 vagas a mais de empregos no mês passado

Em todo o Estado, as indústrias e empresas de diversos segmentos no Estado demitiram 892 funcionários a mais.

Só Notícias/Cleber Romero (foto: Só Notícias/arquivo)