Política

Vice-presidente estará neste domingo em Mato Grosso para acompanhar operação do Exército

A assessoria do Exército Brasileiro confirmou, há pouco, que a chegada do vice-presidente da República, Hamilton Mourão, juntamente com uma comitiva formada por ministros está prevista para ocorrer às 10h deste domingo, em Cuiabá. Ele se reunirá com o comandante do comando conjunto em Barão de Melgaço, responsável pela Operação Verde Brasil 2, no Estado. Depois, almoça e segue para para Rondônia visitar outro comando. Já na segunda-feira, acompanhará as atividades do militares, em Marabá (PA).

A vinda de Mourão ao estado de Mato Grosso foi antecipada por Só Notícias, na última terça-feira. Ele preside o Conselho da Amazônia do governo federal. A Operação Verde Brasil 2 é coordenada pela vice-presidência da República em apoio aos órgãos de controle ambiental e de segurança pública e foi deflagrada pelo governo Federal, no dia 11 do mês passado, com ações preventivas e repressivas contra crimes ambientais na Amazônia Legal.

Os militares do Exército fizeram escolta de um comboio de caminhões transportando 600 metros cúbicos de toras apreendidas na operação Verde Brasil 2, em parceria com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), na região do Assentamento Keno, localizado a cerca de 50 quilômetros do centro de Cláudia (90 km de Sinop).

Em Feliz Natal (131 quilômetros de Sinop), por exemplo, eles atuaram em conjunto com a secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e Força Nacional numa área de mata apreendendo uma grande quantidade de madeira. Os fiscais também constataram prática de desmatamento ilegal em área de proteção ambiental. Não foi informado se ocorreram prisões durante a ação.

Em Primavera do Leste (238 quilômetros de Cuiabá) a ação com agentes da Polícia Rodoviária Federal resultou na apreensão 206 quilos de pasta base de cocaína, avaliada em R$ 100 milhões. A droga estava em uma Scania T124 graneleira.

Já em Pontes e Lacerda (444 quilômetros de Cuiabá) os militares e a Polícia Federal fizeram a operação ALFEU, em cumprimento à decisão judicial da 2ª Vara da Justiça Federal de Cáceres com objetivo de apurar associação criminosa voltada ao desmatamento e garimpo ilegal no Rio Sararé.

Só Notícias/Cleber Romero (foto: assessoria/arquivo)