Economia

Várzea Grande: prefeitura fará pagamento dos servidores nesta quinta-feira

A prefeitura de Várzea Grande fará o depósito de R$ 28 milhões, na quinta-feira, para o pagamento dos servidores municipais, do Departamento de Água e Esgoto (DAE) e da Previdência de Várzea Grande (PREVIVAG). O anúncio foi feito, hoje, pela prefeita Lucimar Sacre de Campos, após reunião com a equipe econômica.

Segundo a prefeitura, a folha de junho teve um impacto maior, decorrente do enquadramento para os servidores de carreira, ou seja, aqueles concursados e que atenderam exigências legais como capacitação profissional, assiduidade, zelo, cumprimento de ordens.

“Constantemente avaliamos as despesas para mantermos o controle rigoroso nos gastos e como tínhamos um compromisso com os servidores públicos municipais quanto ao enquadramento, então decidimos conceder o benefício em quatro etapas. Agora no salário de junho que será pago nesta quinta-feira, 1.178 servidores da Saúde e da Educação já receberão com o benefício da elevação de nível”, disse a prefeita.

A secretária de Gestão Fazendária, Lucinéia dos Santos Ribeiro, pontuou que a decisão de conceder o benefício da elevação de nível para os servidores de carreira, é decorrente da responsabilidade com que as coisas são tratadas em Várzea Grande e de cumprir com as obrigações.

“Temos que ver que Várzea Grande contratou R$ 130 milhões em empréstimos de obras de pavimentação para todas as regiões da cidade e que beneficiará milhares de moradores, valorizando imóveis e a própria cidade. Essa contratação só foi possível por causa da capacidade de endividamento, porque a atual administração paga seus compromissos e principalmente por respeitar os limites da Lei de Responsabilidade Fiscal para os gastos públicos, seja com a folha de salários, seja com outras dívidas que não podem comprometer a capacidade de endividamento”, ponderou Lucinéia dos Santos Ribeiro.

Lucimar Sacre de Campos lembrou que mensalmente a equipe econômica já faz uma avaliação da situação e do equilibro entre receitas e despesas para se ter completo controle das finanças públicas, e agora com o enquadramento que será implantado em quatro etapas, sendo integral para os servidores contemplados no referido mês, novas avaliações terão que ser feitas para se respeitar os limites de gastos impostos pela legislação de uma maneira em geral.    

Redação Só Notícias (foto: assessoria/arquivo)