Saúde

Sinop: UPA deixará de receber suspeitos de Covid e atendimentos serão no Hospital da Visão

O secretário municipal de Saúde, Kristian Barros, confirmou, há pouco, ao Só Notícias, que a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da avenida André Maggi deixará de atender pacientes com suspeita de coronavírus e serão direcionados ao Hospital da Visão, no bairro Jardim Paraíso onde terá equipe para diagnóstico. A medida é para evitar contaminação aos pacientes que procuram outro tipo de atendimento na UPA. No novo local, também estão sendo instalados seis leitos de enfermaria e mais seis semi intensivos. A previsão é que os trabalhos comecem em 10 dias.

“Esse local chamamos de terceira fase, os pacientes começaram a chegar na UPA mesmo antes da gente inaugurar os leitos de retaguarda. Ganhamos três respiradores e agora podemos estar com os pacientes mais graves internados. Os fisioterapeutas estão montando os aparelhos e estamos organizando. Também temos as consultas, vamos transferir todo esse atendimento para o hospital também. Queremos evitar essa contaminação para os outros pacientes que estão na UPA”, explicou o secretário. O Hospital da Visão foi cedido pelo Instituto Lions da Visão, que faz sua administração, para ser adaptado e atender as vítimas com coronavírus.

O hospital da Visão será utilizado devido à alta demando no Hospital de Campanha, localizado no bairro Jardim Primaveras para oferecer serviços de retaguarda à Unidade de Pronto Atendimento e ao Hospital Regional do município. No local, há 22 pacientes internados, segundo o secretário.

Ontem, a prefeitura informou que os exames feitos pelo Laboratório Central do Estado (Lacen) confirmaram que dois óbitos ocorridos no município tiveram como causa a Covid-19. Agora, o município contabiliza 23 mortes em decorrência da doença, desde o início da pandemia. Segundo divulgado pela prefeitura, Sinop registrou mais 34 casos de coronavírus, contabilizando, assim, 429. No final da tarde deve sair nova atualização.

A secretaria de Estado de Saúde confirmou, ontem, conforme Só Notícias já informou, no boletim epidemiológico que em Mato Grosso das 240 Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) pactuadas pelo governo estadual para atendimento exclusivo de pacientes da Covid-19 apenas 18 continuam disponíveis. Com isso, a taxa de ocupação chegou aos 92,5%.

Só Notícias/David Murba (foto: assessoria/arquivo)