Política

Revisão dos incentivos fiscais em Mato Grosso deve chegar à Assembleia esta semana

O secretário de Estado de Fazenda, Rogério Gallo, disse que ainda esta semana o governo do Estado deve apresentar uma mensagem à Assembleia Legislativa de Mato Grosso com uma proposta de revisão das renúncias e incentivos fiscais, uma promessa de campanha do governador Mauro Mendes (DEM) e uma exigência da lei complementar 160/2017 que obriga a regulamentação até o dia 31 de julho deste ano.

O governador Mauro Mendes disse que há meses a Sefaz faz um mapeamento dos incentivos e renúncias fiscais “como nunca feito antes”, com o objetivo de “rever tudo aquilo que esteja errado, nós vamos rever tudo aquilo que seja necessário para poder melhorar a condição fiscal e financeira do estado de Mato Grosso”.
Mendes não deu informações nem adiantou números do que será entregue ao parlamento, mas garantiu que vai expor tudo o que está “obscuro”.

“Nós temos, por força da Lei Complementar 160, até o dia 31 de julho para estar aprovado no estado de Mato Grosso a restituição de todos os incentivos fiscais. A Secretaria de Fazenda está trabalhando nisso há vários meses, fazendo um levantamento como nunca foi feito antes no Estado, com profundidade sobre todos os incentivos. Isso vai colocar luz aonde sempre houve obscuridade e nós não vamos esconder nada de ninguém, doa a quem doer”, garantiu.
O governador aproveitou para ressaltar o momento de crise financeira vivido por Mato Grosso e voltou a pedir a colaboração de todos mato-grossenses.

“Esta conta que o Estado de Mato Grosso chegou, todo mundo terá que dar a sua contribuição. Eu tenho a tranquilidade de poder olhar nos olhos de cada servidor de cada empreendedor e dizer que o que eu estou fazendo necessário para consertar Mato Grosso”, concluiu

Só Notícias/Marco Stamm, de Cuiabá (foto: Mayke Toscano/arquivo)