Economia Política

Governo do Estado muda toque de recolher para 23h, libera comércio até 22h e consumo de bebidas em bares

O governador Mauro Mendes e o secretário-chefe da Casa Civil Mauro Carvalho, decidiram, há pouco, atualizar as medidas restritivas contra o avanço da Covid que passam a valer imediatamente, em todo o Estado, mesmo se a classificação de risco do município indicar normas mais brandas.

O horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais passa a ser das 5h às 22h, de segunda a sábado. Até agora é até às 20h. Aos domingos, fica mantido o horário de 5h às 12h, com exceção dos restaurantes, inclusive os de shopping centers, que poderão funcionar até às 15h. O toque de recolher passa a valer a partir das 23h, e não mais após às 21h.

Outra alteração é em relação ao funcionamento de restaurantes e similares nas modalidades take-away (pegue e leve) e drive-thru, que poderá funcionar até 22h45. A regra anterior permitia até 20h45. Os serviços de delivery continuam autorizados a funcionar até 23h59.

A secretaria adjunta de Comunicação informa que também passa a ser permitido o consumo de bebidas alcoólicas nos locais de venda, desde que restrito aos clientes sentados à mesa e respeitados os limites de capacidade e horário. A proibição de consumo de bebidas em bares estava em vigor há duas semanas para evitar aglomerações e contágio da Covid.

As restrições terão validade enquanto a taxa estadual de ocupação de UTIs for superior a 85% e as demais serão recomendadas aos municípios com base na tabela de classificação de risco, em sintonia com as normas gerais.

As forças de Segurança continuam atuando para impedir qualquer tipo de aglomeração em todas as regiões, com multas de R$ 1,5 mil para quem desrespeitar e para empresas pode chegar a R$ 15 mil.

Em alguns municípios do Nortão que saíram do risco muito alto de contágio da doença, as prefeituras editaram decretos liberando comércio até as 22h e toque de recolher a partir das 23h em Lucas do Rio Verde, Sinop, Sorriso e Nova Mutum, por exemplo.

A média móvel de hoje mostrou nova queda no número de mortes em Mato Grosso e novo balanço também indica queda no número de internados.

Só Notícias (foto: assessoria)