Polícia

Casa onde bebê foi encontrado enterrado em Sorriso passa por terceira perícia

Profissionais da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) fizeram, hoje, uma nova análise na casa localizada na rua Itajaí, no bairro Benjamin Raiser, onde um bebê foi encontrado no último dia 17. Foi a terceira perícia realizada no local e a Polícia Civil deve divulgar novas informações sobre o caso, nesta terça-feira. 

Assim como na semana passada, na perícia realizada hoje os profissionais da Politec utilizaram o “luminol”, um agente químico para identificar vestígios de sangue. Os peritos também analisaram o carrinho que era utilizado para transportar o bebê.

Esta tarde, o delegado de Polícia Civil, José Getúlio informou que já tomou o depoimento da mulher, de 22 anos, acusada de matar o próprio filho, de cinco meses. Ela será encaminhada nesta terça-feira à tarde para a cadeia de Cuiabá, onde aguardará os trâmites do processo. 

Getúlio afirmou que o inquérito será concluído amanhã, quando se pronunciará sobre a versão apresentada pela mãe. No primeiro depoimento, ao delegado Iury de Medeiros Brasileiro, de Rondônia, a jovem disse que houve morte natural e, por medo, enterrou o menino no quintal de casa. Ele teria morrido no último dia 13 e foi enterrado de madrugada. Ela também negou a amputação das pernas e braços. 

A investigada foi presa em Porto Velho, Rondônia. Na terça-feira (18),  foi feita a segunda perícia na casa onde o corpo foi encontrado.

Conforme Só Notícias já informou, uma testemunha contou que chegou no local, se deparou com a cena de uma criança enterrada e sua cadela desenterrou o corpo e arrastou.

Só Notícias/Herbert de Souza e Lucas Torres, de Sorriso (foto: Só Notícias/Lucas Torres)