Polícia

Apreendidos revólver e celular de bandido que executou homem em Sinop

O autônomo Alberto Rocha (Giba) 38 anos, lutou com o homem que lhe matou, esta tarde, em Sinop. A Polícia Civil apurou que o assassino chegou na casa de Giba, na avenida dos Jequitibás e bateu palmas. A esposa da vítima saiu e ele chamou seu marido. Ele estava na sala, saiu e foi em direção ao portão. Quando se aproximou, o assassinou pegou o revólver e começou a atirar. Giba correu para a área e o bandido foi atrás. Alto e forte, Giba entrou em luta corporal com ele. Neste momento, cairam o revólver e o telefone celular. “A mulher da vítima ainda pegou o revólver para atirar no acusado mas não tinha mais balas”, relatou um policial, ouvido por Só Notícias. “Ela correu atrás dele até na moto e chegou a derrubá-lo, mas ele fugiu”.

No fone de celular que a polícia apreendeu consta o nome “Josemar”. Os policiais descobriram ainda que o assassino ficou algumas horas em um bar, na esquina. “Ele estava observando como estava o movimento na casa da vítima para definir o melhor momento para agir”, acrescentou o investigador. “Ao que tudo indica, trata-se de crime de encomenda. As razões ainda não desconhecidas”, acrescentou.

Alberto Rocha – o Giba- ainda foi socorrido e encaminhado ao Pronto Atendimento de Sinop. Ele foi alvejado no tórax, nas costas e no braço.
A Polícia Civil informou que a arma do crime, um revólver calibre 38, foi apreendida.
O assassino fugiu em uma moto 125 cc. O corpo de Giba deve ser sepultado nesta terça-feira em Sinop.