Geral

Justiça nega novamente liberdade para delegados de polícia do Nortão

O juiz da Comarca de Sinop, Paulo Martini, não atendeu, no último dia 19, o pedido de revogação de prisão dos delegados municipais de Polícia Civil Richard Damasceno Lage e Helena Yloise de Miranda. Com isso, a prisão preventiva dos dois está mantida. Martini declinou do caso que envolve denúncia contra os delegados de Sinop e Cláudia.

Martini declarou que “por questão de foro íntimo e atento aos termos do artigo 135, parágrafo único do CPC de aplicação subsidiária ao procedimento penal, dou-me por suspeito para atuar no presente caso”.

Em janeiro deve ser julgado pedido de afastamento da juíza Virginia Arrais, da Comarca de Claudia, do caso. Foi ela quem expediu as ordens de prisões para os delegados. A defesa alega que a opinião da magistrada poderia influenciar nas decisões judiciais.

O Tribunal de Justiça negou, duas vezes, pedido de liberdade para os delegados que foram presos, em 16 de outubro, durante operação do Ministério Público, são acusados de receberem propina do esquema do jogo do bicho controlado por pessoas ligadas a João Arcanjo Ribeiro (preso em Campo Grande). Richard e Helena estão na Polinter, em Cuiabá.