Esportes

Zagueiro do Luverdense tem grave lesão e está fora da temporada; time enfrenta Remo amanhã

A delegação do Luverdense já está em Belém, Pará, onde enfrenta o Remo, neste sábado, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série C. A partida marcada para às 16h, no estádio Mangueirão, foi antecipada para às 14h, a pedido do Remo, que pretende usar o confronto para reinaugurar o estádio Evandro Almeida (Baenão), que não é utilizado desde 2014. Se vencer, o time de Lucas do Rio Verde sai da zona de rebaixamento

Para o confronto deste sábado, o técnico Júnior Rocha não contará com o zagueiro Luiz Eduardo, que sofreu grave lesão no tornozelo e não jogará mais nesta temporada. O volante Lorran, expulso na última partida, também fica fora. O treinador tem também uma dúvida no ataque. Evandro Ligeiro sentiu um desconforto na coxa durante os treinos da semana e será avaliado, em Belém. Se não puder atuar, Igor entra. Para compensar as ausências, o treinador terá o retorno do zagueiro Elder e do volante Moises que não estiveram em campo na última partida. Outro jogador que estará à disposição é o meia atacante Léo Goteira, contratado junto ao União de Rondonópolis e que teve o registro publicado no BID da CBF.

A provável escalação do Luverdense é com Edson, Pedro Costa, Elder, Lucão e Jeferson Recife. Moises, Evandro, Juninho Tardelli e Gabriel Honório. Anderson Ligeiro (Igor) e Tozim.

O Remo vive um momento de euforia, principalmente por parte da torcida, pelo anúncio da confirmação da volta ao seu estádio.  Mesmo com o rendimento ruim neste returno da Série C, não há outro assunto no Remo que tenha estimulado mais a torcida do que a reabertura do estádio.

A partida será apitada por Gilberto Rodrigues Castro Junior, auxiliado por Ricardo Bezerra Chianca e Fernando Antônio da Silva Junior, todos de Pernambuco.

Classificação
1 Volta Redonda 19 pontos
2 Juventude 19
3 São Jose 18
4 Remo 18
5 Paysandu 17
6 Ypiranga 16
7 Tombense 12
8 Boa 10
9 Luverdense 10
10 Atlético AC 7

Só Notícias/Altair Anderli, de Lucas do Rio Verde (foto: arquivo/assessoria)