Economia

Peixoto de Azevedo tem saldo negativo na geração de empregos

A crise causada pelo Coronavírus também impactou na geração de empregos em Peixoto de Azevedo (197 quilômetros de Sinop). Segundo dados da secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, foram 87 desligamentos e 83 contratações, resultando no fechamento de uma vaga a mais, no mês de junho.

O comércio foi o setor que mais mandou trabalhadores embora. Foram 7 a mais. Já a agropecuária fechou 2. Por outro lado, três setores ajudaram ‘segurar’ os impactos negativos. A construção empregou 4 pessoas a mais, o setor de serviços e a indústria duas cada.

Em todo o Estado foram geradas 6.790 vagas após reação dos principais setores da economia superando resultados negativos de meses anteriores por conta da pandemia da Covid.

Lucas do Rio Verde gerou 86 vagas geradas a mais, saldo de 1.033 contratações e 947 desligamentos. Em Sorriso foram criadas 448 funcionários admitidos a mais. Em Sinop, os segmentos comerciais também reagiram e geraram 371 vagas, no mês passado.

Redação Só Notícias (foto: assessoria/arquivo)