Economia

Setores da economia reagem e Mato Grosso gera mais de 6,7 mil empregos

O Estado de Mato Grosso voltou a gerar mais empregos após reação dos principais setores da economia superando resultados negativos de meses anteriores por conta da pandemia da Covid. A secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informou, há pouco, que em junho foram geradas 6.790 vagas de empregos, resultado de 27.475 contratações e 20.685 desligamentos. Em maio, as indústrias e empresas de diversos segmentos demitiram 892 funcionários a mais.

Só Notícias constatou ainda que a agropecuária liderou o ranking da geração de empregos ao empregar 3.014 trabalhadores. Foram 4.948 contratos assinados e 1.934 desligamentos. Na sequência, aparece a indústria, que contratou 1.426 trabalhadores a mais, saldo de 4.805 admitidos e 3.379 dispensados.

No mês passado, o setor da construção também gerou 986 novas vagas de empregos, saldo de 3.245 contratações feitas por construtoras para obras de edifícios, empreendimentos imobiliários, rodovias entre outras de infraestrutura, por exemplo.

Já o comércio criou 950 vagas a mais, resultado de 7.711 admissões e 6.761 desligamentos. O setor de serviços também teve um bom desempenho ao gerar 414 vagas a mais, saldo de 6.766 contratações e 6.352 desligamentos, conclui o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados.

Só Notícias/Cleber Romero e Herbert de Souza (foto: assessoria/arquivo - atualizada às 10h46)