Cultura

Repertório brasileiro para violino solo será apresentado em Sinop e Rondonópolis

A música brasileira tocada no violino será oferecida aos sinopenses no próximo dia 23, em um concerto, no Centro de Eventos Dante de Oliveira, às 20h, que faz parte do projeto 'a arte do violino – repertório brasileiro para violino solo -, comandado pelo professor Fernando Pereira. No repertório, três compositores brasileiros. De formação paraense, Marcos Salles, ao lado do mineiro Flausino Valle, foi responsável por uma literatura especificamente violinistica brasileira.

Buscando sonoridades típicas e descritivas, com sons em caráter de viola caipira e até mesmo de percussão ambos, embora de formação quase que totalmente autodidata, moldaram as sonoridades à realidade de um país, até então em construção, em sua cultura na música de concerto. Pedro Huff (1977), por outro lado, natural de Porto Alegre, professor pela Universidade Federal de Pernambuco, mesmo que violoncelista, possui em suas transcrições para o violino um interessante contorno nacional em seu caráter timbrístico, que também destaca uma combinação musical sugerindo uma interessante síntese de improviso e formas das danças populares que, neste projeto, serão apresentados no frevo e milonga, informa a assessoria.

O Projeto chega a Sinop através do edital Circula MT, da Secretaria de Estado de Cultura de MT e marca uma trajetória iniciada por Fernando Pereira à frente do projeto Boca Musical, em Cuiabá. Acompanham Fernando nesta trajetória, o grupo Camerata de Concerto, composto por alunos oriundos do projeto que tem como objetivo formação técnica ao violino, promovendo, assim, não apenas o acesso à música brasileira instrumental erudita, mas também os diálogos e práticas musicais em música erudita no Estado de Mato Grosso. 

Em Rondonópolis será no próximo dia 17 de março. Com 6h de duração e certificação, a oficina será conduzida pelo professor Fernando Pereira.

As vagas destinadas na condição de ouvintes e alunos que queira experimentar a prática do violino.