Saúde

Sorriso e Lucas e Nova Mutum caem no risco de contaminação da Covid; Sinop segue muito alto

Caiu de 33 para 16 o número de municípios que estavam com risco “muito alto” para transmissão da doença. Sorriso, Lucas do Rio Verde e Nova Mutum estão entre os que ‘desceram’ para risco “alto”, o que representa que tiveram redução considerável, nos últimos dias, na taxa de contágio. A classificação é feita, duas vezes por semana, pela secretaria estadual de Saúde. Sorriso está com 683 casos ativos, Lucas 665 e Mutum 148.

Sinop tem menor quantidade de casos, 233 ativos, e continua com risco muito alto de transmissão da doença porque teve crescimento no aumento de infectados, assim como Peixoto de Azevedo, que tem 214 casos ativos. Cuiabá (4.379), Várzea Grande (1.165), Rondonópolis (730), Cáceres (310), Primavera do Leste (266), Tangará da Serra (253), Barra do Garças (137), Colíder (124), Chapada dos Guimarães (109, Jaciara (71), Vila Rica (64), Porto Esperidião (63), General Carneiro (62), Barão de Melgaço (58) e Rosário Oeste (57) também estão entre os 16.

A classificação de risco leva em conta o índice de crescimento da contaminação da doença e a taxa de ocupação dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva em todo o Estado. Municípios com índice de contaminação superior a 20% e com taxa de ocupação de UTIs maior de 80% já são considerados como risco “muito alto”.

No Nortão, Sinop tem 40 mortes confirmadas. Em Sorriso, aumentou para 26. Em Lucas do Rio Verde faleceram 20 pessoas. Nova Mutum tem 17 óbitos.

O boletim da secretaria estadual, divulgado ontem à noite, aponta que o Estado tem 1.105 mortes desde o início da pandemia.

 

 

 

 

Só Notícias