Saúde

Secretário Estadual Saúde firma parcerias com Maçonaria em Mato Grosso

O secretário de Estado de Saúde, Augustinho Moro, e os grãos-mestres José Luiz Bahia, do Grande Oriente do Brasil, José Carlos Muxis, da Grande Loja Maçônica, e José Ferreira Leite, do Grande Oriente de Mato Grosso, assinam convênio de cooperação na próxima segunda-feira (24), às 14 horas, no Centro Estadual de Odontologia para Pacientes Especiais (Ceope), localizado na avenida Historiador Rubens de Mendonça, ao lado do Hospital do Câncer. A parceria permitirá que o Ceope disponibilize o serviço de ortodontia para pacientes especiais. Na oportunidade, também será lançada a Campanha de Prevenção do Câncer Bucal.

Pelo convênio, o Ceope vai ceder a estrutura, os profissionais, todo o corpo auxiliar e material de consumo necessário ao atendimento. A Maçonaria disponibilizará os exames de imagens como documentação ortodôntica e raio “X” panorâmico, além da confecção do aparelho em laboratório. O Ceope é referência estadual na assistência odontológica aos pacientes especiais com deficiências funcionais que limitam as atividades cotidianas. ??De acordo com o diretor geral do Ceope, Fabiano Borges, a ortodontia é uma especialidade da odontologia que cuida da prevenção e do tratamento dos problemas dos dentes como correção ortopédica e ortodôntica das más formações faciais ou maloclusões. Dez pacientes já foram selecionados para iniciar o tratamento. “Nestes casos é muito importante a colaboração da família, pois para colocar o aparelho é necessário ter uma boa higiene bucal”, disse.??Conforme Fabiano Borges, os pacientes são portadores de deficiência mental leve ou moderada, com paralisia cerebral, Síndrome de Down e uma doença rara denominada Seqüência de Pierre Robin, que neste último caso precisa, inclusive, da realização de uma cirurgia ortognática visando a correção dos maxilares. ?
Fabiano Borges explicou que o objetivo do serviço é oferecer um tratamento funcional. “Nosso foco não é estético, mas sim funcional para reabilitar a função mastigatória destes pacientes”, informou. “Devido a uma má formação, os pacientes não conseguem ter mastigação correta, o que pode provocar dores na face e problemas respiratórios”, completou. ???Durante a assinatura do convênio também será lançada a “Campanha de Prevenção do Câncer Bucal” que visa o diagnóstico precoce da doença. Por isso, qualquer pessoa que apresentar uma lesão nos lábios ou ferida na boca que não cicatriza em uma semana, mancha esbranquiçada ou avermelhada nos lábios ou na mucosa bucal, que fuma ou bebe, deve fazer o exame. “Hoje, 85% dos casos da doença são diagnosticados tardiamente e apenas 15% precocemente. Nosso objetivo é inverter essa situação, pois quanto mais cedo o câncer de boca for diagnosticado e iniciado o tratamento, maiores são as chances de cura”, alertou.??Segundo Fabiano Borges, de segunda-feira (24.10) a quinta-feira (27.10), das 13 às 18 horas, o Ceope estará realizando o exame clínico da boca. O atendimento do Centro Estadual de Odontologia é referenciado pela Central de Regulação, mas na semana de realização da campanha, não será preciso passar pela Central. Ainda na terça-feira (25.10), o Ceope participará da VI Jornada Odontológica da Universidade de Cuiabá (Unic), oportunidade em que será lançado o “Dia Estadual de Combate ao Câncer de Boca”.