Saúde

Anvisa interdita lotes de analgésico, anti-hipertensivo e creme dental

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determinou a interdição por 90 dias de lotes do analgésico Analgesil 500 mg, da água sanitária Cloral, do creme dental Ultra Action Menta, e do anti-hipertensivo Metildopa Genérico.

A interdição foi determinada com base em exames realizados pela Fundação Ezequiel Dias, pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde, e pelo Laboratório de Saúde Pública Giovanni Cysneiros, que apontaram irregularidades.

Durante o período de interdição, os produtos não devem ser comercializados nem consumidos e as empresas têm direito de solicitar a contraprova das análises. Segundo o órgão, o analgésico não atendeu às exigências da Anvisa. O laudo de análise feito pela Fundação Ezequiel Dias mostrou que o medicamento apresentou sulcos em uma das faces e pontos escuros na superfície.

Já o Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde encontrou na água sanitária Cloral microorganismos acima do padrão estabelecido, além de apresentar rótulo em desacordo com as exigências. Segundo a Anvisa, o creme dental Ultra Action Menta provoca irritação da mucosa oral.

O laudo de análise realizado pelo Laboratório de Saúde Pública Giovanni Cysneiros atestou que o anti-hipertensivo Metildopa Genérico não fez efeito no tempo previsto.