Política

Vereadores de Sorriso querem criação do “Sangue Vida” e “Semana Prevenção ao Câncer”

O câncer do aparelho genital feminino é uma das principais causas de morte e sofrimento no mundo e no Brasil. O câncer do colo uterino acomete muitas mulheres em importante fase da vida. Tais doentes morrem numa época da vida na qual sua presença é essencial para a família, na educação dos filhos e na ajuda ao marido.
Segundo estatísticas do Instituto Nacional do Câncer, mais de 17.000 novos casos de câncer ginecológico são diagnosticados anualmente.

A doença pode ser prevenida através do exame anual de Papanicolaou, que consiste na coleta de material do colo uterino. O exame ginecológico rotineiro, com a colposcopia e citologia conseguem detectar a maioria das lesões pré-cancerosas.
Para incentivar a prevenção do tumor, a vereadora Marilda Savi (PSB) está apresentando um projeto de lei que institui a Semana Municipal de Prevenção ao Câncer Ginecológico.
A campanha deverá acontecer sempre na última segunda-feira do mês de outubro.
De acordo com a vereadora, durante o evento serão intensificados os trabalhos de atenção primária para a prevenção e detecção da doença. Também serão efetuados encaminhamentos para atendimentos secundários, quando for necessário. “O objetivo da campanha é conscientizar e alertar a população feminina sobre os riscos da doença, vantagens do diagnóstico precoce e as possibilidades de cura”, completa.
Paralelamente aos trabalhos de atendimento, também poderão ser realizadas ações como palestras, seminários ou jornadas de estudos para atualização dos profissionais da área. O projeto de lei foi encaminhado às comissões competentes da Câmara Municipal.

Doação de sangue
A falta de informação gera equívocos e faz com que apenas 2% da população brasileira seja solidária e doe sangue. O Brasil necessita diariamente de 5.500 bolsas de sangue.
A doação de sangue é segura e não demora mais de 30 minutos. Todo o material utilizado é descartável e oferece total segurança ao doador de sangue.
E como forma de incentivar a doação de sangue o vereador Gerson Frâncio, o Jaburu (PPS) está sugerindo a criação e implantação do programa “Sangue é Vida”.
O objetivo é desenvolver uma campanha de conscientização dirigida ao funcionalismo público municipal, orientando sobre a necessidade de se doar sangue. “Em nossa cidade, existe apenas um banco de sangue, e a coleta é insuficiente por falta de doadores”, justifica.
Para Jaburu “doar sangue é um gesto simples de pessoas dispostas a ajudar o próximo, contribuir para a cura de enfermos”.
A indicação, que também está assinada pelos vereadores Marilda Savi (PSB), Santinho Salerno (PSDB), Chagas Abrantes (PPS) e Gilberto Possamai (PSDB) foi apresentada na sessão ordinária desta segunda-feira (6) e encaminhada ao prefeito Dilceu Rossato.