Política

Taques diz que Mato Grosso tem muitos bilionários e defende reforma tributária

O ex-senador e ex-governador Pedro Taques (Solidariedade), pré-candidato ao Senado, defende que o Senado priorize a reforma tributária “que seja justa para o estado. Mato Grosso ajuda muito na balança comercial brasileira e precisa ser compensado por isso. Também precisamos debater a tributação sobre a renda e não o consumo, ou seja, quem tem mais deve pagar uma tributação maior. O atual modelo beneficia os mais ricos, em detrimento dos mais pobres, isso não é justo”, avalia.

Taques diz que Mato Grosso é um estado com muitos bilionários e eles se beneficiam com o modelo vigente. “Nesta semana, a imprensa publicou que o Brasil atingiu 238 bilionários em 2020. A fortuna deles é maior que o PIB da China em um ano, enquanto só em Mato Grosso temos 1 milhão de pessoas vivendo na pobreza, o que no levou a criar o Pró-família. Daí eu questiono: esse modelo tributário é justo? A Constituição Federal de 89 avançou na garantia de inúmeros direitos sociais e retrocedeu em matéria de tributação. Precisamos equacionar isso sem criar novos impostos. Temos que olhar para esse problema”, afirmou, através da assessoria.

Pedro Taques fechou chapa para concorrer tendo como suplentes o delegado Fausto (Cidadania) e Elza Queiroz (Solidariedade).

Só Notícias (foto: Só Notícias/Diego Oliveira/arquivo)