Política

Sinop tem hoje audiência pública para tratar da permuta do estádio para construir empresa

A audiência pública para discutir com a sociedade a permuta de área do estádio Gigante do Norte para ser construída uma empresa no setor de alimentos será às 19h, na câmara municipal. O presidente da Comissão de Obras, Viação e Serviços Urbanos, vereador Hedvaldo Costa, disse ao Só Notícias, que “o projeto de lei que sendo aprovado transforma em lei e autoriza a prefeitura a permutar a área do estádio é algo de muita importância. Temos que trazer empresas para Sinop, eu sou favorável a vinda do grupo, mas não podemos tomar uma decisão tão importante, no meu ponto de vista, de autorizar uma permuta tão grande dessa sem ouvir a população”, defendeu.

“A cidade é do povo, então precisamos ouvir o povo sobre essa permuta, o que acha. Sociedade civil organizada, instituições, os atletas que usam o estádio, o Sinop Futebol Clube quem queira participar. O regimento manda como presidente da comissão fazer uma audiência em casos que envolva questão financeira de grande importância. Estamos tratando de um assunto que envolve R$ 26 milhões”, disse, anteriormente.

Conforme Só Notícias já informou, o edital de chamamento 07/2019 para permutar 33,7 mil metros quadrados (destinados para construir uma empresa) de área do estádio Gigante do Norte, que vai ficar com 61,996 metros quadrados. As empresas devem protocolar sua manifestação de interesse até o dia 30 deste mês. A vencedora fica com os 33 mil metros e terá que construir outro estádio aplicando valor  mínimo de R$ 26,7 milhões.

O grupo comercial que vencer o processo licitatório terá que construir o novo estádio em 180 dias após emissão de alvará de construção. No projeto que foi enviado para análise da câmara, é estabelecido que o empreendimento que deve ser construído não seja inferior a 17 mil metros quadrados, com 400 vagas de estacionamento, que deve ser entrar em funcionamento em 120 dias trabalháveis, além disso um dos critérios é que contrate no mínimo 200 funcionários.

A Succespar Real Estate, que representa o grupo Pão de Açúcar, manifestou interesse de se instalar em Sinop em parte da área do estádio, operar no setor de alimentos e autoserviços e propôs fazer a permuta, ficando com 33,7 mil metros e construindo novo estádio. A partir desta manifestação, a prefeitura solicitou ao judiciário a avaliação do imóvel e agora encaminhou o projeto para análise da câmara. Não está previsto quando o legislativo deve colocar em votação no plenário. O primeiro procedimento é ser votado nas comissões permanentes.

Só Notícias/David Murba (foto: arquivo/Julio Tabile)