Política

Governador decreta situação de emergência em Mato Grosso por 60 dias devido as queimadas

O governador Mauro Mendes assinou, ontem à tarde, o decreto de situação de emergência no Estado, devido aos incêndios florestais, o aumento no número de queimadas e pelas condições climáticas propiciarem a propagação do fogo.

Com a medida, o governo está autorizado a adotar ações necessárias à prevenção e combate aos incêndios e à manutenção dos serviços públicos nas áreas atingidas pelas queimadas.

Pelo decreto está autorizada, entre outras medidas, a aquisição de bens e materiais mediante dispensa de licitação. O decreto tem duração de 60 dias podendo ser prorrogado por igual período.

Mato Grosso registrou 8.030 focos de calor em agosto deste ano, um crescimento de 230% em relação ao mesmo período de 2018, tendo como base, os dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Além disso, outro fator que agrava ainda mais essa situação é que o Estado passa por um período de estiagem de 4 meses, em diversas regiões, como é o caso do Vale do Rio Cuiabá.

P ara os próximos 20 dias, não há previsão de chuvas para Mato Grosso, conforme informações do Instituto Nacional de Meteorologia. Há o registro de baixa umidade relativa do ar no período, variando entre 7% e 20%, situação que é considerada crítica e que aumenta o risco de incêndios florestais, danos a saúde, sobretudo de jovens e idosos.

Todas essas condições têm causado danos ambientais e materiais, agravando à saúde da população e trazendo prejuízos econômicos e sociais.

Hoje, Sinop amanheceu com grande quantidade de fumaça no centro e em alguns bairros.

No final de semana, no Nortão, houve alguns focos de queimadas e o maior deles ocorreu em Vera (80 km de Sinop), começou em uma fazenda onde havia sido colhido milho, destruiu grande quantidade de palhada, uma parte da reserva florestal e avançou se aproximando de um bairro. Cercas de uma madeireira e de residências foram danificadas. Bombeiros de Sinop foram reforçar o trabalho de combate, além de um avião que está na base do Ciopaer em Sorriso.

Só Notícias (foto: arquivo/assessoria)