quarta-feira, 22/maio/2024
PUBLICIDADE

Silval garante início de obras da copa até o final de maio

PUBLICIDADE

O governo do Estado prepara o lançamento de um pacotão de obras relativas à Copa do Mundo em Cuiabá e Várzea Grande e espera reverter o quadro de desânimo perante a sociedade que aguarda com desconfiança se as obras vão ou não sair do papel. A intenção é de que até 30 de maio todas as obras, inclusive o VLT, já estejam em andamento, sendo que para isto as ordens de serviços serão dadas na medidas em que os resultados das licitações aconteçam.

Silval Barbosa espera ainda executar outro programa de obras e ações, desta vez para os municípios do restante do Estado, sinalizando que nos próximos dias deverá ser concretizada a operação de R$ 1,5 bilhão com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para as 44 cidades que não têm ligação asfáltica com transformar Mato Grosso num canteiro de obras e com uma diferença, todos os percalços até agora sobrepostos vão facilitar que as obras agora deslanchem e não sofram mais interrupções".

Segundo o governador, já a partir deste mês a população vai começar a ver e sentir o andamento efetivo das obras para a Copa de 2014. "Obra também é projeto e todas elas tiveram que passar por essa fase, mas na maioria delas já estamos assinando ordem de serviço", declarou durante visita de membros da Fifa e do Comitê Organizador Local (COL) às obras da Arena Pantanal, na manhã de ontem.

Ele garantiu que pelo menos 6 obras saem do papel até o final de março: 3 intervenções na avenida Miguel Sutil, nos trevos que dão acesso aos bairros Bosque da Saúde, Santa Rosa e Verdão, construção de 2 pontes sobre o rio Coxipó e a duplicação da Estrada da Guarita, em Várzea Grande.

"Assumimos um compromisso com a população, o governo federal e o mundo para fazer um grande evento e vamos cumpri-lo", disse, frisando a realização das obras previstas. Silval ainda lembrou que o Estado chegou a receber, desde a confirmação de Cuiabá como cidade-sede da Copa, cerca de 290 indicações da Fifa e que tem trabalhado para se adequar a todas elas.

A visita do comitê dos organizadores do Mundial de 2014 tinha como objetivo avaliar as condições de operação do estádio durante a realização dos jogos, observando itens como estrutura para mídia, distribuição de ingressos, segurança e acessibilidade à arena. Para isso, eles viram, no papel e in loco, os projetos desenvolvidos pela Secretaria Extraordinária da Copa (Secopa).

De acordo com o diretor do escritório da Fifa no Brasil, Fulvio Danilas, não foi feita nenhuma avaliação, apenas um trabalho de planejamento em conjunto. Apesar do grupo não manifestar opiniões sobre as obras, o diretor-executivo de operações do COL, Ricardo Trade, tranquilizou informando que não foi identificado nenhum problema no material visto pelo comitê.

Trade ainda ressaltou que a apresentação do projeto de transportes, como um todo, deixou a equipe bem impressionada. Apesar das declarações não se referirem especificamente ao VLT, modal escolhido para a demanda do evento, Silval fez questão de lembrar que sua implantação está em processo de licitação e que a empresa responsável será conhecida em abril.

O governador ainda se mostrou animado ao ressaltar que, ainda na questão de transportes, já está sendo assinada a ordem de serviço para as obras do setor administrativo do Aeroporto Marechal Rondon.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Colíder contrata empresa que organizará projeto para recuperar mais de 100 km de estradas vicinais

A prefeitura realizou procedimento licitatório, ontem, visando a definição...
PUBLICIDADE