Política

Serys integra CPI do Mensalão no Senado

A composição da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Mensalão no Senado Federal foi anunciada hoje de manhã. A mato-grossense Serys marli (PT) fará parte da comissão que pretende apurar denúncias de pagamento de mesada para deputados em troca de apoio ao governo no Congresso.

Pelo bloco PSDB-PFL, José Jorge (PFL-PE), Romeu Tuma (PFL-SP), Jorge Bornhausen (PFL-SC), Almeida Lima (PSDB-SE), Leonel Pavan (PSDB-SC) e Teotônio Vilela (PSDB-AL), como titulares, e José Agripino (PFL-RN). Os suplentes serão os senadores Heráclito Fortes (PFL-PI), Paulo Octávio (PFL-DF), Alvaro Dias (PSDB-PR), Reginaldo Duarte (PSDB-CE) e Sérgio Guerra (PSDB-PE).

Pelo PMDB, serão titulares os senadores Maguito Vilela (GO), João Batista Motta (ES), Wellington Salgado (MG) e Ney Suassuna (PB). Como suplentes, Valdir Raupp (RO), Pedro Simon (RS), Gilberto Mestrinho (AM) e Alberto Silva (PI).

Pelos partidos PT-PL-PSB, foram definidos os nomes dos senadores Sibá Machado (AC), Ana Júlia Carepa (PA), Serys Marli (MT) e Fátima Cleide (RO), e, como suplentes, os senadores Eduardo Suplicy (PT-SP) e Nezinho Alencar (PSB-TO).

Pelo PDT, o senador Augusto Botelho (RR) será o titular, e como suplente, Juvêncio da Fonseca (MS). Pelo PTB, o senador Sérgio Zambiasi (RS) será e senador Fernando Bezerra (RN), como suplente. O PP está representado na CPI do Mensalão pelo senador Valmir Amaral (DF).

Renan Calheiros anunciou também os nomes dos deputados que irão compor a CPI, de acordo com Agência Senado, mas a relação não foi divulgada.