Política

Presidente do TCE propõe atuação de agentes de saúde para ajudar combater coronavírus em Mato Grosso

O presidente do Tribunal de Contas de Mato Grosso, conselheiro Guilherme Antonio Maluf, apresentou um proposta ao secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, para utilizar os agentes comunitários de Saúde para mapear os casos do novo Coronavírus (Covid-19). A proposta foi apresentada durante a segunda live promovida pela Escola Superior de Contas do TCE- realizada, esta manhã, e que contou com a participação de mais de 40 .

“O TCE quer propor ao governo do Estado e a secretaria de Estado de Saúde de criar um protocolo para que os municípios utilizem os agentes comunitários de saúde e agentes de endemias para mapear os casos de Covid-19, fazendo uma busca ativa dos possíveis contaminantes do Coronavírus. É claro, tendo todo o protocolo, com equipamento de proteção individual, termômetro”, disse  Maluf.

Segundo o presidente do TCE o projeto, denominado “Detetive-COVID” tem por objetivo apoiar operacionalmente o poder público a partir do alinhamento de soluções conjuntas e harmônicas para o enfrentamento da propagação da Covid-19. “Temos um exército de mais de 10 mil de agentes comunitários de saúde e de endemias, utilizando esses profissionais, teríamos um mapa real dos casos dessa endemia, podendo orientar melhor a população”,

Gilberto Figueiredo comentou que a secretaria está aprofundando a competência dos agentes comunitários de saúde e de endemias. “Vamos iniciar a qualificação de 9 mil profissionais dessa área. É um ideia genial e importante, presidente, vamos fazer o chamamento de prefeitos e secretários para engajar nisso”.

Conforme Só Notícias já informou, o secretário também destacou durante o debate da saúde com o presidente do Tribunal de Contas, que o aumento no número de casos de Coronavírus gera um certo desconforto. Além disso, ressaltou o trabalho que vem sendo desenvolvido pelo governo de Estado para criar novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs) para tratamento dos pacientes infectados com a doença.

Redação Só Notícias (foto: assessoria/arquivo)