Política

MP alega nepostismo e recomenda exonerar secretaria de Infraestrutura em município do Médio Norte

O Ministério Público do Estado notificou o prefeito da de Nobres (144 quilômetros de Cuiabá), Leocir Hanel, para que exonere o secretário de Infraestrutura, Rafael Roberto Botini, ou o servidor Marcos Josiel Cardoso de Souza, que atualmente ocupa o cargo em comissão de encarregado de divisão na mesma secretaria. Conforme apurado durante inquérito civil, ambos são cunhados e, com a exoneração, acabaria ocorrência de nepotismo na secretaria.

Na notificação, a promotoria de Justiça estabelece o prazo de cinco dias para que o prefeito responda se acatará a recomendação. O promotor de Justiça Willian Oguido Ogama explica que a nomeação está em desconformidade com o teor da Súmula Vinculante do Supremo Tribunal Federal.

Conforme a referida Súmula, a nomeação de parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, inclusive, da autoridade nomeante ou de servidor da mesma pessoa jurídica investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento, para o exercício de cargo em comissão ou de confiança ou, ainda, de função gratificada na administração pública direta e indireta em qualquer dos poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, compreendido o ajuste mediante designações recíprocas, viola a Constituição Federal.

Caso a notificação expedida ao município de Nobres não seja atendida, a Promotoria de Justiça adiantou que adotará as medidas legais necessárias, a fim de assegurar os direitos acima mencionados, inclusive eventual responsabilização por ato de improbidade administrativa.

Redação Só Notícias (foto: arquivo/assessoria)