Política

Ministro Paulo Alvim sinaliza apoio pra rede inteligente de solução criativa no Nortão

O projeto RISC (Redes Inteligentes e Soluções Criativas), desenvolvido pela Universidade do Estado de Mato Grosso terá aporte de recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações para implantação de uma unidade no Nortão e que funcione como uma vitrine tecnológica. O aval foi dado pelo ministro da pasta, Paulo Alvim, em Cuiabá, onde participou do evento ‘Agro: Tecnologias e Aplicações Espaciais’. A cidade onde será implantada não foi informada.

Com a expansão do RISC, a ideia é criar alternativas para projetos inovadores, a partir de uma matriz capaz de unir ciência, tecnologia e qualificação profissional. O projeto trabalha exclusivamente com o envolvimento de jovens, estimulados a produzir tecnologia, com menor custo de produção e para consumo dentro do Estado.

O ministro Paulo Alvim colocou o ministério à disposição do governo de Mato Grosso para a prospecção de viabilidade de arranjos, que ampliem a popularização da ciência no Estado. “É de total interesse do governo federal a formatação de construções coletivas com Mato Grosso para a popularização da ciência. Estou à disposição, assim como toda a equipe, para receber integrantes do Estado e, juntos, desenharmos as possibilidades de parceria, dentro do portfólio de serviços e ações do MCTI”.

Alvim afirmou estar satisfeito com as ações desenvolvidas por Mato Grosso para a popularização da ciência e da tecnologia no estado. “Fazer esse evento em Mato Grosso, pensando o agro com tecnologias espaciais e de satélites, demonstra o quanto precisamos dessas tecnologias”. Ele lembrou que o Brasil, com o uso da tecnologia, deixou de ser importador de alimentos, para alimentar quase um bilhão de pessoas no mundo, com o desafio de alimentar metade da população global até 2050.

Só Notícias (foto: assessoria)