Política

Governador comemora nova remessa de vacinas e prioridade é para trabalhadores da saúde

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), comemorou a chegada das 24 mil doses da vacina AstraZeneca/Oxford, ontem a Mato Grosso, após aprovação da Fiocruz e remessa do Ministério da Saúde e reforçou a informação do secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, de os imunizantes “serão totalmente destinados aos trabalhadores que atuam na linha de frente contra o coronavírus”.

Pelas redes sociais, o governador não deu prazo para a chegada aos municípios e frisou que “a secretaria Estadual de Saúde vai elencar junto ao Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Mato Grosso (Cosems-MT) o público prioritário que integra o grupo de trabalhadores da saúde para a distribuição proporcional aos municípios”.

Conforme Só Notícias informou, Mato Grosso já recebeu aproximadamente 126 mil doses da vacina Coronavac, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac e que precisa de duas aplicações para completar a imunização, o que permite a imunização de cerca de 63 mil pessoas. A AstraZeneca, diferente da Coronavac, reponde ao tratamento com uma aplicação e poderá ser aplicada em 24 mil pessoas do grupo prioritário.

Mauro trabalha em outra frente, distinta do Ministério da Saúde, para adquirir vacinas diretamente dos fornecedores. Já foi recusado pela Pfizer, que só vende para os governos federais, consultou a Bahia sobre a compra da vacina russa Sputnik V e pediu ajuda do Instituto Sociocultural Brasil China (Ibrachina) para comprar 1 milhão de doses de vacinas produzidas por indústrias chinesas.

https://youtu.be/hIUulw1yb9o

Só Notícias/Marco Stamm (foto: arquivo/reprodução)