Política

Deputado mato-grossense Pedro Henry na lista dos prováveis cassados

O deputado federal mato-grossense Pedro Henry, PP, está na lista dos parlamentares que devem ser cassados ainda neste ano por envolvimento nos escândalos dos Correios e do Mensalão. A cassação de Henry faz parte de um jogo político que vem sendo armado entre vários ministros de Lula e líderes da oposição. A degola só poderá ser evitada caso o escandaloso caso do Mensalão não envolva caciques da oposição. Pelo menos é o que a revista Época, desta semana mostra em suas páginas.

Segundo a revista, que está nas bancas de todo o país, as conversações entre ministros mais afinados com presidente Lula da Silva e líderes da oposição estão bastante avançadas e já existe uma lista com os nomes dos primeiros parlamentares que estão com suas cabeças a prêmio. Neste primeira lista aparece o nome do parlamentar mato-grossense.

A revista cita os nomes de: José Dirceu, ex-ministro chefe da Casa Civil. Segundo a Época, o presidente considera que Dirceu está virtualmente cassado e não moverá nenhuma página para defendê-lo. Ainda constam na lista para terem suas cabeças na bandeja de prata da cassação os deputados federais João Paulo Cunha, José Mentor, Paulo Rocha, Professor Luizinho, Virgílio Guimarães e Josias Gomes.

Já entre os aliados do governo Lula estão: José Janene e Pedro Henry, ambos do PP, Valdemar Costa Neto, Carlos Rodrigues e Sandro Mabel, todos do PL, José Borga, PMDB e Roberto Jefferson, PTB.

A revista revela que a lista só parou de crescer e que pode haver reviravolta nos pedidos de cassação devido ao surgimento de nomes da oposição no esquema do Mensalão. Segundo a revista nos caminhos percorridos pelo dinheiro do mensalão distribuído pela DNA – empresa de Marcos Valério -, foi descoberto que os deputados federais Roberto Brandt, PFL e Sebastião Custódio do PSDB, também estão no famigerado esquema, que pode ter mais nomes envolvidos.