Política

Mato-grossense Eumar Novacki pede exoneração da Casa Civil do Distrito Federal

O coronel da Polícia Militar de Mato Grosso, Eumar Novacki, pediu, hoje de manhã, a exoneração do cargo de secretário-chefe da Casa Civil do Distrito Federal. Apesar de ainda não ser oficial, fontes no governo afirmam que a decisão foi tomada por causa de mudanças nas atribuições da Casa Civil.

Na sexta-feira (10), o governador Mauro Mendes (DEM) fez uma visita de cortesia ao coronel, mas não revelou o assunto da conversa. Segundo fontes no governo do Distrito Federal, a retirada da publicação do Diário Oficial da Casa Civil, que teve decreto divulgado nesta segunda-feira, foi um dos motivos do pedido de demissão. Outro motivo que contribui para a demissão seria um pedido do governo Federal para que ele assuma um cargo.

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), teria tentado convencer o coronel a permanecer no posto. Os dois estão em uma reunião para tratar sobre o tema.

Antes de chefiar a Casa Civil do Distrito Federal, Novacki, que só está a 4 meses no cargo, foi secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Em sua vida pública ele já foi Presidente do Conselho de Administração da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), presidente do Conselho da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), secretário-chefe da Casa Civil de Mato Grosso, entre outros.

Só Notícias/Gazeta Digital (foto: Valter Campanato/Agencia Brasil/arquivo)