Política

Caso mensalão: conselho de ética convoca Henry e mais 9 deputados

O Conselho de Ética da Câmara aprovou hoje os primeiros dez nomes que serão convidados oficialmente para depor sobre as denúncias do “mensalão”. As primeiras pessoas serão os deputados acusados pelo presidente do PTB, Roberto Jefferson, de envolvimento no esquema.

Serão chamados os deputados Valdemar Costa Neto (PL-SP), Pedro Corrêa (PP-PE), Pedro Henry (PP-MT), Bispo Rodrigues (PL-RJ), José Janene (PPB-PR), Sandro Mabel (PL-GO), Carlos Alberto Leréia (PSDB-GO), Raquel Teixeira (licenciada, PSDB-GO), Miro Teixeira (PT-RJ) e José Múcio Monteiro (PTB-PE).

O conselho também deu um prazo de 24 horas para que Jefferson escolha as cinco testemunhas de defesa das quais ele tem direito. Até agora, ele apresentou 21 nomes.

Jefferson pediu ainda a quebra do sigilo bancário de todos os saques superiores a R$ 100 mil efetuados entre 1º de março e 4 de junho do ano passado no Banco do Brasil e no Banco Rural. Com essa informação, considera o deputado, seria possível ao conselho comprovar sua denúncia de ter recebido R$ 4 milhões do PT para financiamento de campanhas do PTB. Os deputados do conselho vão pedir a Jefferson o detalhamento das datas de recebimento dos recursos para que possam pedir informações mais específicas aos bancos e, assim, evitar a quebra indiscriminada de sigilos bancários.

O senador do PSDB, Álvaro Dias, que é integrante da CPI, pediu a quebra do sigilo bancário do PT e do PTB, informou o Jornal Hoje.