Política

Audiência pública vai discutir situação das escolas agrícolas

A Assembléia Legislativa de Mato Grosso vai discutir em audiência pública o projeto de Lei 467-03, que dispõe sobre as alterações na Lei do Proalmat/Facual. A Audiência foi requerida pelo deputado Zé Carlos do Pátio (PMDB) que também é o autor do projeto.

Segundo o deputado, a iniciativa das alterações na Lei é beneficiar as escolas agrícolas de Mato Grosso, ao todo 20 escolas técnicas agrícolas em Mato Grosso estão fechadas em diversas regiões do Estado. O projeto prevê o repasse que 15% do incentivo do algodão para essas escolas.

Na oportunidade vão participar da Audiência representantes da Assembléia Legislativa, a secretária de ciência e tecnologia, Flávia Nogueira , o coordenado do Proalmat, Samir Cury, o representante do conselho gestor do Facual e diretores de escolas agrícolas do estado.

A audiência será realizada no dia 12 de abril (terça-feira), a partir das 14 horas, no plenarinho da Assembléia Legislativa. O deputado explica que essa alteração na Lei do Proalmat/Facual pode ser , em partes, a solução para garantiu um melhor funcionamento nas escolas agrícolas das escolas. Na justificativa do projeto, Zé Carlos do Pátio explica que nem todo o incentivo fiscal do algodão está ficando em Mato Grosso. “Os incentivos podem estar ajudando a indústria têxtil que está em Santa Catarina” , explicou.

Zé Carlos do Pátio ainda explica que o fechamento das escolas agrícolas pode representar prejuízos para os produtores. “O certo seria nós estarmos formando os nossos técnicos aqui no estado em nossas escolas; um estado campeão na produção de soja, algodão não pode ter as escolas fechadas desta maneira”, encerrou o deputado.