Polícia

Polícia pega em Lucas do Rio Verde mais três acusados de decapitar jovens no Nortão

A Polícia Civil conseguiu capturar, hoje, em Lucas do Rio Verde, mais três acusados de decapitar Riquelme Souza Félix, 22 anos e Joel Pereira da Silva, 26 anos, mortos e decapitados no final de abril, no município de Tapurah (278 quilômetros de Sinop).

“Hoje tivemos a informação de que três suspeitos do crime estavam em Lucas do Rio Verde, preparando a fuga para um destino ainda incerto. Na rodovia, a equipe da Polícia Civil conseguiu capturá-los e conduzi-los até a delegacia. Logo em seguida, conseguimos fazer a prisão de um outro foragido maior de idade”, explicou o delegado Guilherme Pompeo.

Entre os capturados, dois são maiores de idade e um é adolescente. Eles foram levados para a delegacia municipal de Lucas. Segundo o delegado, outro envolvido no crime continua foragido. “Estamos diligenciando para capturá-lo”, afirmou.

Na última semana, a delegacia da Polícia Civil de Tapurah deflagrou a operação “Discipulus 2’’ para cumprimento de mandados judiciais contra um grupo investigado pelo duplo homicídio. Os policiais prenderam um dos envolvidos e cumpriram cinco mandados de busca e apreensão em endereços dos alvos.

Conforme a investigação coordenada pelo delegado Guilherme Pompeo, os dois jovens trabalhadores foram confundidos com integrantes de uma facção criminosa rival e executados brutalmente. As vítimas estavam desaparecidas desde o dia 29 de abril, quando não apareceram na empresa de construção civil, onde estavam trabalhando.

A partir do registro do desaparecimento, a Polícia Civil iniciou as investigações preliminares para chegar ao paradeiro dos dois rapazes. No dia 6 passado, a delegacia recebeu informação de que havia dois corpos em uma área de mata, próximo ao limite com o município de Itanhangá, a quase 45 quilômetros de Tapurah.

Os corpos estavam decapitados, já em decomposição e com mãos e pés amarrados. Após investigação, a Polícia Civil chegou à identificação dos cinco autores do crime, sendo três adultos e dois adolescentes.

A investigação contou com apoio da DHPP de Cuiabá, por meio do núcleo operacional de repressão a homicídios praticados por organização criminosa coordenado pelo delegado Caio Albuquerque. A operação teve apoio da Delegacia Regional de Nova Mutum.

Só Notícias/Herbert de Souza e Lucas Torres, de Sorriso (foto: Só Notícias/Lucas Torres)