Polícia

Homem acusado de guardar drogas para facção é preso em Lucas

Um homem surpreendido com grande quantidade de entorpecentes em sua residência foi preso em flagrante pela Polícia Civil, nesta sexta-feira, em Lucas do Rio Verde (354 km ao norte de Cuiabá). O suspeito, de 27 anos, confessou que guardava a droga a pedido de uma facção criminosa.

A prisão ocorreu após a equipe da Polícia Civil receber informações de que o suspeito ocultava drogas em casa a mando de um grupo criminoso. A informação coincidia com investigações do tráfico de drogas realizadas pela delegacia, que indicavam um modo de ação de traficantes de ocultar entorpecentes na casa de terceiros.

Com base nas informações, os policiais realizaram buscas na residência no bairro Parque das Américas, onde apreenderam três tabletes de maconha com a identificação “Gold Colombiana”, pesando aproximadamente 1,3 quilo e um tablete de cocaína pura com peso superior a 300 gramas. Também foram localizados um pedaço grande de cocaína da mesma qualidade, além de várias apetrechos como tesoura, colher, sacola plástica recorta e balança de precisão.

A droga estava escondida na gaveta trancada com cadeado, em uma cômoda no quarto do filho do suspeito. Questionado, o suspeito confessou que guardava a droga a pedido da facção criminosa e que recebia R$ 1 mil e mais o aluguel da casa (em torno de R$800) para ocultar o entorpecente no local, porém que não atuava com a venda.

Segundo o delegado de Lucas do Rio Verde, Marcello Henrique Maidame, atualmente os criminosos envolvidos com tráfico estão usando este modo de operação, para não serem flagrados com entorpecentes dentro de casa.

“Eles utilizam a casa de usuários ou de cidadãos não envolvidos com a criminalidade e fora de suspeita para ocultarem quantias expressivas de entorpecentes, para quando sofreram buscas em suas casas não serem flagrados com grande quantidade de drogas”, explicou o delegado.

O acusado foi autuado em flagrante por tráfico e associação para o tráfico.

Redação Só Notícias (foto: Só Notícias/arquivo)