Polícia

Fechada parceria para reforma na cadeia de Peixoto de Azevedo

Um convênio entre a Secretaria Estadual de Segurança Pública e a prefeitura viabilizará a reforma na cadeia de Peixoto de Azevedo para onde são levados presos de 5 municípios da região. Construída na década de 90, apresenta problemas nas instalações hidráulicas, elétricas e não tem muro e guarita de segurança e registra várias infiltrações, rachaduras nas celas que abrigam cerca de 50 detentos transitórios. Semana passada, mais três presos fugiram.

O secretário estadual de segurança pública, Célio Wilson Oliveira, visitou as instalações da unidade prisional ameaçada de interdição pelos magistrados e constataram as deficiências já mencionadas pelo Ministério Público. O secretário Célio Wilson Oliveira (Segurança) disse que a secretaria firmará convênio com a prefeitura municipal nos próximos dias para reformar a cadeia pública e as obras poderão oferecer uma condição melhor de alojamento prisional para os detentos transitórios. “Do jeito que está, não dá” afirmou Oliveira.

A diretora da cadeia Francisca Teixeira Erran disse que a unidade dispõe de 05 celas para cerca de aproximadamente 50 detentos transitórios, mas uma das celas está interditada, a mesma teve a grade arrancada durante um tumulto. “ A reforma é emergencial”, salientou Erran.