Polícia

Decretadas prisões de acusados de latrocínio de empresário em Nova Mutum

A Justiça de Nova Mutum decretou a prisão temporária de 30 dias de quatro acusados do latrocínio do empresário Lady Nascimento, 50 anos, semana passada. Ele foi morto com um tiro na cabeça, durante assalto em sua locadora de vídeo.

A polícia ouviu depoimentos de pelo menos 4 testemunhas que apontaram o envolvimento dos suspeitos. Dois deles entraram na locadora e um ficou do lado de fora dando cobertura. “As testemunhas apontam que eles são os autores do crime. Já ouvimos depoimentos de 4 pessoas que presenciaram o crime. Um deles inclusive perguntou, a uma das testemunhas, após o assassinato se Lady tinha morrido e ´onde morava o empresário´”, informou o delegado Delson Lopes (foto), ao Só Notícias.

A polícia apurou que, no dia do crime (quinta-feira passada) um deles estava em visível estado de embriaguês. Três dos quatro envolvidos vieram de Sinop e residiam há pouco tempo em Nova Mutum. Eles moravam em um bairro afastado de Sinop e dois trabalhavam de saqueiro. A polícia apura a informação que um dos acusados, Luiz Fernando, foi preso por suspeita de roubo, em Campo Novo dos Parecis.

A polícia tenta, agora, localizar a arma. “Isso não impede que continuem presos e respondam processo por formação de quadrilha e latrocínio. Eles vieram para cá na intenção de cometer algum crime. Pode até ser que o latrocínio não tenha sido premeditado, mas ainda temos alguns fatos para serem investigados que podem apontar premeditação”, concluiu o delegado Delson.

Ele antecipou que vai pedir a prisão preventiva dos acusados, no final do inquérito.