quinta-feira, 22/fevereiro/2024
PUBLICIDADE

Por um Mato Grosso sustentável

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Desde que a Assembleia Legislativa iniciou os debates sobre o projeto Zoneamento Socioeconômico Ecológico (ZSEE), acompanhei atentamente as discussões. Muitas delas com divergências de ideias, que particularmente defendo como importantes, para a consolidação de qualquer proposta, e neste caso, acredito ser a chave fundamental para a aprovação de um zoneamento ambiental que promova o crescimento sustentável de Mato Grosso.

Porém, é importante que toda a sociedade saiba o quanto a participação efetiva nesse momento fará a diferença na aprovação da política de planejamento e ordenamento territorial do nosso estado. Por isso, antecipamos os seminários e audiências públicas porque temos a missão de oportunizar aos diversos segmentos, e incluo aqui os produtores, ONGs e movimentos indígenas e ambientalistas, a compor o grupo de trabalho que esteja coeso nos mesmos ideais. Tudo para contemplar a ampla diversidade de Mato Grosso e assegurar à produção agropecuária o contínuo crescimento, sem prejudicar o meio ambiente.

Tenho dito que essa é a proposta mais importante que chegou à Assembleia Legislativa nos últimos 20 anos. Pois, não tenho dúvida que a sua aprovação será um grande avanço para Mato Grosso. Quando assumi a relatoria do projeto, aprofundei-me no debate, estudando muito para isso. Por isso, fiquei triste ao ter que deixá-la por conta da minha função de presidente do Legislativo Estadual. Entretanto, reforça ainda mais a minha participação efetiva e reafirma o compromisso com a votação do projeto neste semestre. Se isso acontecer, a Casa terá cumprido o seu papel.

O nosso empenho em dar celeridade não prejudicará a adequação do ZSEE, pois se trata de uma matéria diferenciada. Haja vista que, além de depender da aprovação da Assembleia Legislativa, também passará pelo crivo da Comissão Nacional de Zoneamento. Portanto, não tem como cometer abusos. E, os movimentos sociais podem contar com o meu apoio nessas discussões porque acredito que a soma de esforços vai resultar num bom zoneamento ambiental por um Mato Grosso sustentável.

José Riva é presidente da Assembléia Legislativa de Mato Grosso

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias

Não é apenas água que falta em Várzea Grande!

Se você mora em Várzea Grande ou tem um...

Somos idealizadores de objetivos

Ao comprometermos com algo infinitamente superior as nossas forças,...

Aqui não cabe potoca

Antigamente, lá na roça os homens, em sentido lato,...

O seu pior inimigo pode estar no seu voto

Muitas pessoas estão apenas preocupadas em mudar o mundo...