Opinião

Pensando sempre em vencer

Aqueles que arriscam, fazem da sua felicidade o poder de um dia alcançar os objetivos, e por isso, estão a renová-los sempre, diferentemente das pessoas que acham que o não fazer nada, passa ser a melhor opção. O importante é saber que o pior dos erros não é errar, pois diante das enormes possibilidades que a vida nos oferece, é muito fácil reagirmos quando o sucesso bate em nossas portas, e ao contrário, na ausência de realização, muitas pessoas revelam as situações de irritabilidade, inflexibilidade e aversão.

Os conflitos pessoais produzidos pelas perdas ou fracassos, não atingem as pessoas que tem a estrutura emocional baseada na inteligência e lucidez. O pior estágio da existência é nunca ter tomado um lado ou mesmo não ter feito tudo daquilo que poderia fazer. Pessoas assim preferem ficar em cima da linha das indecisões e por isso, são julgadas pelos pares contemporâneos como não confiáveis.

Temos que nos posicionar de acordo com os nossos conhecimentos e/ou “nossas verdades” sobre algo ou naquilo que acreditamos ser realmente. Não devemos ter dificuldade em enxergar algo além das nossas próprias necessidades, fugindo da alienação social ou do prazer imediato, para evitar a geração de conflitos em forma de agressividade. Esses estágios são os que nos levam a não saber-nos colocar no lugar dos outros.

O Importante é nunca desistirmos dos nossos sonhos, e nos reprogramarmos sempre para novas tentativas, mesmo que às vezes tenhamos que usar as ferramentas sentimentais já desgastadas pelas inúmeras tentativas de um dia sermos felizes, pois a felicidade decorre do amor vivenciado em toda a sua plenitude com aqueles que nos cercam e que verdadeiramente são responsáveis pelas nossas conquistas e realizações.

A passagem pela vida resume em saber participar de um mundo onde se aprende jogar, nem sempre ganhando e nem sempre perdendo, pois através dessas ações os nossos corações nos ensinarão a suportar as dores das derrotas e as alegrias das vitórias.

Wilson Carlos Fuáh – Economista, Especialista em Recursos Humanos e Relações Sociais e Políticas em Mato Grosso
[email protected]

Wilson Carlos Fuáh