Opinião

Em cada mudança existe uma motivação

Numa sociedade complexa como é esta em que vivemos, muitas coisas parecem absolutamente impossível, e pensando que o objetivo definido não será atingido, torna-se uma barreira para desviar o foco de tudo aquilo que realmente importa.
Por outro lado, é justamente em virtude da complexidade deste mundo, é que nos possibilita realizar as coisas com as quais sempre sonhamos.

Quando realmente temos certeza que o objetivo de conquista é aquilo que desejamos atingir, o importante é correr atrás, se agigantar, criar forças que supere qualquer cansaço, pois afinal das contas se não tentar, como saberá se realmente dará certo.
Mas, ao ter certeza do que realmente quer, e quando você não suporta mais o cenário e percebe que não consegue tirar leite de pedra, o certo é buscar novos horizontes, pois logo vem à pergunta: o que é que estou fazendo aqui, se neste lugar tudo ficou pequeno e sem objetivo?

Pois quando não se está feliz com as coisas que esta fazendo ou quando não se esta feliz no lugar que esta vivendo, o melhor mesmo é virar as costas, ir embora e procurar o seu bem estar em outro lugar, pois dessa maneira você não se machuca e consequentemente não machucará os outros que estão a sua volta.
  O  sofrimento de não decidir e continuar a fazer o que não traz o prazer da realização, tenha certeza produzirá sofrimento existencial que pode superar em muito o espiritual, e nessa situação é capaz de paralisar qualquer caminhante em sua jornada. Entretanto, não decidir e não seguir em frente é a pior certeza de quem não se arrisca, pois nunca estará completo em suas realizações.

Certa vez, eu ouvi um jovem falando, vou deixar para traz meus familiares, desfazer das coisas que conquistei em duras jornadas de trabalho, mas vou seguir em frente, mesmo sem a garantia de que tudo dará certo, mas decidi buscar outro cenário e outra vida, porque bem longe daqui existe alguém a me esperar.

Wilson Carlos Fuáh – Economista, Especialista em Recursos Humanos e Relações Sociais e Políticas.
[email protected]

Wilson Carlos Fuáh