Opinião

Campeonato mato-grossense: barbárie das torcidas

Apesar do União EC buscar um título que há 32 anos não conquista
(nunca conquistou), seus torcedores não colaboram, pois onde andam, provocam
barbáries. Em Jaciara, após conquistarem milagrosamente um empate em 2×2,
quando perdiam por 2×0 e levavam um “baile”; a torcida unionina já se
considerou campeã e, derrubando o alambrado, invadiram o estádio.
Felizmente não houve uma tragédia, porque a torcida do Grêmio é de paz e não
quis massacrar a torcida adversária, tendo em vista que a proporção era de
20×1.

No returno o União voltará à Jaciara, mas seus torcedores continuarão
sendo bem recebidos como são todos os torcedores dos demais clubes.
Na verdade, a torcida do União acha que já é campeã, mas precisa ser um
pouco mais humilde e esperar a final, se é que o União conseguirá chegar à
final. Embora contrariando a opinião do técnico do União EC, Varley de
Carvalho, de que somente o Vila Aurora pode impedir o seu primeiro título
estadual (o Juventude de Primavera do Leste já teve dois); os clubes
adversários não tem culpa pelo mau futebol que o União está apresentando.
Só o patrocínio ou o fanatismo da torcida não ganha jogo, é preciso também,
um pouquinho de futebol e humildade.

Delcio Bolzan – Eng. Civil em Jaciara-MT
[email protected]