Geral

Sorriso: juiz converte prisão e sobrinho que matou tia vai para cadeia; “é um monstro”, diz delegado

O juiz da Segunda Varal Criminal de Sorriso, Anderson Candiotto, confirmou, há pouco, ao Só Notícias, que converteu a prisão em flagrante para preventiva de Lumar Costa da Silva, 28 anos, acusado de assassinar sua tia, Maria Zélia da Silva Cosmos, 55 anos, a facadas e arrancar seu coração. Ele teve audiência de custódia, no final da manhã, e em seguida foi para a cadeia e aguardará preso sua sentença. Lumar foi autuado por homicídio qualificado por motivo fútil e pode pegar pena de 12 a 30 anos de reclusão.

Maria foi velada na capela municipal e o sepultamento ocorreu esta tarde, de acordo com a funerária São Jorge.

O brutal assassinato foi ontem à noite em uma residência na rua Rio Negro, no bairro Vila Bela. A filha de Maria disse que ele apareceu em sua casa, no mesmo bairro, com o coração de Maria em uma sacola plástica, confessando o assassinato. Em seguida, furtou o veículo Citröen e fugiu. A filha disse que foi até a residência da mãe e a encontrou morta.

A PM fez buscas e prendeu o acusado depois que ele invadiu uma área da concessionária de energia e bateu o veículo em um transformador. Ele teria tentado atear fogo no carro. Em seguida deixou o local e policiais o abordaram. Lumar reagiu à prisão e acabou sendo algemado nas mãos e pés. Policiais militares relatam que ele confessou o assassinato, havia sinais de sangue em sua roupa e estava “bastante transtornado”.

O corpo de Maria Zélia estava no quarto da residência. “Havia duas lesões que abriram o tórax por completo. Muito provavelmente foram utilizadas duas facas. Uma de ponta e outra faca um pouco maior, de fio, para abrir o tórax da vítima”, descreveu o perito criminal Nilton Carlos Dalberto. “Esse é um fato completamente fora do comum, muito diferente do que a gente está acostumado a atender”, descreveu. O perito disse ainda que será periciado o veículo utilizado na fuga.

A Polícia Civil ouviu alguns depoimentos, ontem à noite, para esclarecer o bárbaro crime. “É repugnante. É um monstro este cara, um animal”. “Ele não fala nada com nada”, disse o delegado André Ribeiro. “Ele morava com a tia, de favor. No sábado, ele arrumou confusão com vizinhos, no bairro, e pegou facão e ameaçou diversas pessoas de morte, crianças que estavam na rua. Depois deste acontecimento, a tia pediu para tirá-lo da residência. Então, o irmão da vítima achou uma quitinete onde ele foi morar. No domingo, ele voltou na casa e dizia que queria beijar uma menina de 7 anos de idade, que é neta da vítima”. “É um homem perturbado”. “Ele fala de roupas (que ele venderia), de loja. Não tem isso. Essa história é fantasiosa”, acrescentou.

Ainda de acordo com o delegado, Lumar está há poucos dias em Sorriso. No domingo passado, ele se envolveu em confusão em São Paulo (onde residia) “e queria matar a mãe dele com um facão. Devido a essa briga na casa da mãe ele veio para Sorriso para ficar abrigado na casa da tia”, acrescentou.

 

Só Notícias/David Murba/Herbert de Souza/ Lucas Torres, de Sorriso (fotos: Só Notícias e reprodução - atualizada 19:21h)