Geral

Reeducando morre em Alta Floresta e secretaria investiga se foi por coronavírus

A secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) confirmou, esta manhã, que um recuperando, de 76 anos, da cadeia de Alta Floresta morreu, na última quarta-feira, na unidade hospitalar. Ele já sofria de doença pulmonar crônica e hipertensão há alguns anos e era acompanhado pela equipe médica da unidade penal. A assessoria da secretaria informou ainda que aguarda resultado do exame laboratorial para confirmar se o reeducando teria ou não adquirido o novo Coronavírus.

O Laboratório Central de Saúde Pública de Mato Grosso (Lacen) receberá o material hoje, e a previsão é que a análise fique pronta dentro de cinco dias úteis, ou seja, até o final da próxima semana.

Na segunda-feira, ele foi atendido na unidade com sintomas de gripe, náuseas e vômito, sendo encaminhado ao Hospital Regional de Alta Floresta. Na ocasião, ele fez o teste rápido da Covid-19, que deu negativo. O hospital deu alta ao paciente na terça-feira.

Já na quarta-feira, ele voltou a se sentir mal e a equipe médica da unidade o reencaminhou ao Hospital Regional, que o colocou na mesma ala em que ficam os pacientes tratados com coronavírus. O reeducando fez novo exame laboratorial para possível detecção de Covid-19, no entanto o resultado ainda não ficou pronto.

O paciente morreu por volta das 18h, na unidade hospitalar, e o laudo médico apontou doença respiratória a esclarecer.

Redação Só Notícias