Geral

Mais R$ 250 mil em multas já foram aplicadas pela Sema durante a piracema em Mato Grosso

A secretaria estadual de Meio Ambiente (Sema) confirmou, ao Só Notícias, que de novembro do ano passado até o dia 7 deste mês, foram apreendidos 3,1 toneladas de pescados irregulares durante as ações de fiscalização na piracema. Consta ainda no balanço parcial que 123 redes foram apreendidas, 27 tarrafas, 7 armas (calibres não divulgados) e 15 pessoas conduzidas à delegacia de Polícia Civil por crimes ambientes, além de aplicação de R$ 250 mil em multas.

Ainda de acordo com a assessoria, o número de redes apreendidas é muito superior à piracema passada uma vez que o foco da secretaria de Estado de Meio Ambiente tem sido a prevenção para  apreender e retirar esses apetrechos de circulação para evitar que o peixe saia do rio e possa se reproduzir.

O período de defeso da piracema no Estado iniciou no dia 1º de outubro e segue até dia 31 deste mês. A proibição à pesca, tanto amadora como profissional, abrange os rios das Bacias Hidrográficas do Paraguai, Amazonas e Araguaia-Tocantins.

Na última segunda-feira, a Sema em parceria com a Polícia Militar de Santo Antônio de Leverger, prendeu um homem, de 58 anos, por transporte de pescado ilegal. No veículo, foram encontrados 160 quilos de peixe em filé e mais de 200 quilos de pintados já descaracterizados (sem a cabeça). A estimativa é que se os peixes estivessem inteiros, poderiam chegar a quase 700 quilos de peixes nobres retirados do rio durante a Piracema, que é o período em que os peixes estão em reprodução.

Só Notícias/Cleber Romero (foto: assessoria/arquivo)