Geral

Dupla acusada de matar jovem em Sinop vai a júri no mês que vem

Irá a júri popular, no próximo dia 6, a dupla acusada de envolvimento no assassinato, a tiros, de Sandro Ferreira Cardoso, 18 anos. O crime ocorreu em agosto de 2016, no bairro Menino Jesus, e os réus serão julgados por homicídio qualificado, cometido por motivo torpe e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima.

O julgamento chegou a ser marcado para abril do ano passado e adiado para agosto. No entanto, acabou remarcado para fevereiro deste ano, em razão da ausência do promotor que atua no caso. Após a segunda redesignação, a defesa entrou com pedido para revogar as prisões dos suspeitos, o que foi negado pela Justiça de Sinop.

Os réus foram localizados em janeiro de 2017 e continuam no presídio Osvaldo Florentino Leite, o “Ferrugem”. Ainda em julho daquele ano, a defesa alegou excesso de prazo e ausência de requisitos indispensáveis à decretação da segregação cautelar. Com parecer do Ministério Público Estadual (MPE) contrário à liberdade dos réus, a Justiça negou o pedido de soltura.

Conforme Só Notícias já informou, os dois suspeitos foram presos, no bairro Menino Jesus, por policiais civis da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) com apoio da Delegacia de Roubos e Furtos (Derf). Eles negam o envolvimento no assassinato. Na residência de um deles, os investigadores alegaram ter encontrado uma porção de pasta base, duas porções de maconha e um pote com ácido bórico (material usado na mistura da droga).

Sandro foi atingido por três tiros e há suspeita que o crime tenha sido motivado por vingança. Consta no processo que os acusados acreditavam  a vítima havia “delatado” uma terceira pessoa para a polícia e, por tal razão, decidiram matá-la.

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: Só Notícias/Guilherme Araújo/arquivo)