Geral

Mais de 100 pessoas participaram de Seminário de Segurança Pública em Sinop

No primeiro dia de Seminário de Segurança Pública de Sinop, cerca de 110 pessoas se estiveram participando das discussões do planos de ações para combater a criminalidade no município. Entre os participantes, policiais militares de Juara, Peixoto de Azevedo, Sorriso, Alta Floresta, além dos militares que compõem a corporação que atende nos postos de policiamento comunitário, montados recentemente nos bairros Boa Esperança e São Cristóvão em Sinop.

Diretores de escolas, professores, empresários e o presidente da União das Associações de Moradores de Bairro, Valdemir Gonçalves Alves, também marcaram presença reforçando o objetivo da PM de Sinop, que é de que a sociedade organizada participe. Para o major Antonio Mario da Silva Ibanez Filho, o primeiro dia o resultado foi positivo mas lamentou a ausência de autoridades.

“Não vimos ninguém do Poder Executivo nem do Poder Legislativo durante todo o dia. Depois que pesquisas apontam índices altos de criminalidade, eles vêm querer cobrar mais policiamento, só que não participam das decisões e das ações no combate a violência para poderem auxiliar em algum ponto”, acrescenta.

Hoje a programação segue com início às 19:00h e discussões sobre os fundamentos da filosofia de Polícia Comunitária serão feitos levantamentos dos aspectos positivos e negativos da atuação policial e sugestões de melhoria pela comunidade. Amanhã, a partir das 08:00h, as discussões continuam com apresentação dos indicadores de criminalidade do município, sugestões para redução desta criminalidade e o encerramento do seminário será com elaboração do Plano de Ação para o combate a violência em Sinop.

O secretário chefe da Casa Militar de Mato Grosso, coronel Orestes Teodoro de Oliveira, já confirmou presença durante o seminário.