Geral

Madeireiras de MT notificadas por irregularidades trabalhistas

Duas empresas de laminados e uma madeireira, localizadas no Vale do Araguaia, foram inspecionadas pelo Ministério Público do Trabalho, através do Ofício da PRT23 instalado em São Félix do Araguaia, por apresentarem irregularidades trabalhistas. A ação do MPT teve o apoio da polícia civil daquela região, pelo fato das empresas estarem em área de conflito armado.

Nas empresas laminadoras e na madeireira foram encontrados trabalhadores sem a carteira de trabalho registrada, salários atrasados, com jornada excessiva de trabalho, sem equipamentos de proteção individual. O MPT constatou ainda que o trabalho de desmate para fornecimento de madeira para a empresa fiscalizada vem sendo feito sem o devido licenciamento ambiental.

De acordo com informação do Procurador do trabalho, Ulisses Dias de Carvalho, das três empresas inspecionadas apenas uma delas já havia sido visitada por um órgão estatal de defesa dos direitos trabalhistas, no ano de 2003, quando auditores fiscais da então DRT/MT estiveram naquela região, que ainda hoje é conhecida como “vale dos esquecidos”.

O procurador ouviu os empregados e tirou fotos que vão fazer parte das ações que serão movidas pelo MPT, visando assegurar os direitos individuais dos trabalhadores e a indenização por danos morais coletivos.