Geral

Fiscalização de Sorriso lacra clínica de fisioterapeuta

Uma clínica de fisioterapia foi fechada em Sorriso, depois que foi apurado que os documentos apresentado pela proprietário (diploma e certificado de conclusão do curso superior de fisioterapia) eram falsificados. A clínica estava funcionando no centro da cidade, na avenida Natalino João Brescansin, há vários meses.

Segundo o fiscal tributário Rogério Silva, a falsificação foi descoberta quando a proprietária foi até a prefeitura para abrir a firma e apresentou a documentação, onde dizia ser fisioterapeuta, tendo concluído o curso em uma faculdade de Guarantã do Norte.

“Fizemos um levantamento com relação ao nome dela e pedimos informações para a faculdade e para o Conselho Regional de Fisioterapia (Crefito). O Crefito enviou-nos uma correspondência apontando diversas irregularidades. Eles afirmaram inclusive que o caso foi encaminhado ao Ministério Público para ser apurado como processo criminal”, disse Rogério.

Segundo o fiscal tributário, a faculdade também se pronunciou, afirmando que ela não concluiu o curso. “O certificado que ela apresentou foi adulterado em seis ítens. Tinha inclusive um carimbo falso. Um dos certificados que ela apresentou, adulterado, como sendo de curso de Beleza e Juventude, era na verdade de um curso de datilografia”, salientou.

Diante da constatação, a clínica foi lacrada por não ter empresa constituída, falsidade ideológica e falsificação de documentos. “Nós vamos encaminhar toda essa documentação para o Ministério Público”, ressaltou Rogério. Ele afirmou que a fiscalização vai fazer um “pente fino”, apurando as informações de outros profissionais que atuam no município.

O responsável pela clínica não foi localizado para falar sobre o assunto.