Geral

Federação Internacional quer suspensão de investigação de CPI sobre queda de boeing

Em um comunicado oficial divulgado hoje, a Federação Internacional de Associações de Pilotos de Linhas Aéreas (Ifalpa, na sigla em inglês) pede às autoridades brasileiras a suspensão do inquérito Legislativo que apura as causas do acidente envolvendo o boeing da Gol, no Nortão do Mato Grosso, em setembro de 2006, deixando 154 mortos.

A federação, que representa cerca de 100 mil pilotos do mundo todo, também pede que
sejam respeitados os “padrões e princípios internacionais para investigações de segurança aérea”. “Temos uma série de preocupações graves em relação à atitude do governo, incluindo o indiciamento e possível julgamento dos pilotos da aeronave Legacy e alguns controladores aéreos”, cita trecho da nota, divulgada pelo Terra.

A CPI do Apagão Aéreo pediu o indiciamento dos americanos Joseph Lepore e Jan Paladino, que pilotavam o jato Legacy, que se envolveu na colisão com o boegin, mas conseguiu pousar. Mas, segundo a federação, essa medida pode “obscurecer os benefícios de uma investigação apropriada”, que é feita pelo Cenipa – Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáutico do Brasil.

A denúncia contra os pilotos e quatro controladores de vôo também corre na Justiça Federal de Sinop, mas o processo foi suspenso na última sexta-feira, até que o Supremo Tribunal de Justiça defina a competência para julgá-lo, já que um Inquérito Policial Militar (IPM) também está em andamento.