Geral

APAE suspende terapias e 80 crianças ficam sem cuidados devido ao Coronavírus em Sinop

A diretora da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais, Marlize Comachio, confirmou, ao Só Notícias, que estão suspensas desde abril as atividades terapêuticas dos alunos e 80 estão sem tratamento por tempo indeterminado. Atualmente, a instituição atende 249 crianças em Sinop.

“São 40 crianças na fisioterapia convencional, 30 em equoterapia e outras 10 pelo Pediasuit, equipamento aplicado no tratamento de distúrbios neurológicos e paralisia cerebral. Para eles, um dia sem se tratar já representa uma perda de progresso, sendo que os músculos começaram a envelhecer e atrofiar pouco a pouco”, explicou Comachio.

A diretora afirmou ainda que parte dos gastos com a instituição diminuíram. “Temos três ônibus que funcionavam por toda a semana fazendo uma rota de 450 quilômetros por dia. Agora, são usados uma vez por semana apenas para a entrega de atividades. Além dos gastos da energia, principalmente no uso de ar condicionado, que ficavam entorno de R$ 6 mil”.

A diretora destacou que um planejamento está sendo aplicado pela instituição para avançar com os estudos em casa. “A gente optou por entregar o material de estudos dos alunos onde vivem, que é divido em cinco atividades distribuídas por toda a semana. Elas são recolhidas e novas entregues todas as sextas-feiras, e em complemento a isso estamos fazendo aulas gravadas em vídeo, que são enviadas em grupos de WhatsApp, de cada sala, compartilhado com todos os pais”.

Os educadores estão desenvolvendo seus trabalhos em casa. Já as atividades nos setores financeiro e administrativo seguem funcionando normalmente na sede da instituição, na avenida dos Flamboyants, no bairro Jardim Paraíso.

Redação Só Notícias (foto: Só Notícias/arquivo)